Conversa com Thomaz

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Tag: Economia

Entenda as mudanças da Reforma Tributária aprovada na Câmara Federal

Entenda as mudanças da Reforma Tributária aprovada na Câmara Federal

Economia
Depois de 30 anos de discussão, a Câmara dos Deputados deu um passo histórico e aprovou, na tarde desta sexta-feira (7), a primeira fase da reforma tributária, que reformula a tributação sobre o consumo. O texto segue para o Senado, onde precisa ser aprovado em dois turnos por, pelo menos, três quintos dos parlamentares (49 senadores) para ser promulgado. A proposta de emenda à Constituição (PEC), caso aprovada em definitivo no Congresso, simplificará e unificará os tributos sobre o consumo e representa apenas a primeira etapa da reforma. O texto unifica duas PECs que tramitaram pelo parlamento nos últimos anos, uma na Câmara e outra no Senado. Nos últimos dias, diversos pontos negociados foram incluídos no texto para facilitar a aprovação. A principal mudança será a extinção de...
Agricultura familiar terá juros mais baixos para produzir alimentos

Agricultura familiar terá juros mais baixos para produzir alimentos

Economia
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou, nesta quarta-feira (28), em Brasília, o Plano Safra da Agricultura Familiar 2023/2024, com R$ 71,6 bilhões destinados ao crédito rural no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O valor é 34% superior ao anunciado na safra passada e o maior da série histórica. Segundo o governo, somadas outras ações anunciadas para a agricultura familiar, como compras públicas, assistência técnica e extensão rural, Política de Garantia de Preços Mínimos para os Produtos da Sociobiodiversidade (PGPM-Bio), Garantia-Safra e Proagro Mais, o volume investido chega a R$ 77,7 bilhões. Taxas de juros menores para quem produzir alimentos que vão à mesa dos brasileiros e da biodiversidade, incentivos à compra de máquina...
Carros populares da MP são bem melhores do que os da década de 1990

Carros populares da MP são bem melhores do que os da década de 1990

Economia
Ar-condicionado, câmbio automático, motor acima de 1.0 e muitos itens vip: os modelos de veículo alcançados pela Medida Provisória que define descontos oferecidos pelo governo ao consumidor final nem de longe lembram os carros populares que deram origem à expressão na década de 1990. O g1 identificou no início de junho 54 promoções nos sites das montadoras. Há modelos disponíveis por menos de R$ 60 mil e outros veículos com descontos que chegam a R$ 21 mil. Além do pacote de incentivos do governo, as empresas também estão oferecendo descontos próprios, para estimular o consumo. Dos 54 modelos identificados, pelo menos 33 têm ar-condicionado. Mesmo os carros mais básicos, que não apresentam a descrição explícita do item nos anúncios, descrevem outros itens de conforto e segu...
Apesar dos pesares os trabalhadores resistem

Apesar dos pesares os trabalhadores resistem

Na Hora do Café, Sem Categoria
Por Thomaz Antonio Barbosa Longe do glamour das últimas décadas do século passado, em tempos de pjotizaçào e uberização, a classe trabalhadora no Brasil resite. Os primeiros meses do atual governo ainda não servem de paradigma para um prognóstico sobre o futuro, todavia a metodologia com que trata a questão nos deixa mais serenos. O momento agora não é de reflexão, sim de ação, de sair do limbo que os quatro anos de fascismo deixaram a economia brasileira e, consequentemente, o mundo do trabalho. O Brasil precisa produzir empregos, recuperar a mão de obra formal e com ela alavancar um país novo. A equação é simples, emprego põe dinheiro no bolso trabalhador, que gera consumo, que gera novos postos de trabalho,  que geram tributos e riqueza para o país, o resto é dilema ...
Vendas do suco do MST crescem 200% após denúncia de trabalho escravo

Vendas do suco do MST crescem 200% após denúncia de trabalho escravo

Sem Categoria
Após as polêmicas das denúncias de trabalho análogo à escravidão envolvendo grandes vinícolas de Bento Gonçalves (RS) ganharem grande repercussão, as vendas do suco de uva orgânico da marca Monte Vêneto cresceram 200% só no Armazém do Campo, mercado do Movimento Sem Terra (MST). Após o caso de Bento Gonçalves, a deputada estadual do RJ Marina do MST (PT), aproveitou o momento para chamar a atenção dos sucos da Monte Vêneto, marca ligada ao movimento. A deputada realizou um post em seu Twitter sugerindo que os consumidores trocassem o uso dos produtos das marcas gaúchas pelos produtos da Monte Vêneto, “sucos de primeiríssima qualidade com gosto de reforma agrária e democracia”, nas palavras da petista. Leia mais: https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/apos-denu...
Famílias maiores terão adicional de R$ 50 no Bolsa Família

Famílias maiores terão adicional de R$ 50 no Bolsa Família

Economia
As novas regras do programa Bolsa Família constarão em medida provisória (MP) que será assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quinta-feira (2), em Brasília. O evento está previsto para começar às 11h, no Palácio do Planalto. Além de retomar as exigências das contrapartidas, o programa terá um valor extra para famílias maiores. Um desses adicionais era uma conhecida promessa de campanha de Lula e estabelece um pagamento extra de R$ 150 por criança até 6 anos de idade, além dos R$ 600 já recebidos por família. A novidade anunciada pelo governo é um um outro adicional por família, no valor de R$ 50 por cada dependente entre 7 e 18 anos. Os parâmetros do programa social retomam o modelo original desenhado no primeiro governo de Lula, nos anos 2000. O principal deles é...
Caixa paga beneficiários do NIS final 7.

Caixa paga beneficiários do NIS final 7.

Economia
A Caixa Econômica Federal paga hoje (23) a parcela de fevereiro do Bolsa Família aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 7. O valor mínimo corresponde a R$ 600. Segundo o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, neste mês o programa de transferência de renda do governo federal alcançará 21,86 milhões de famílias, com recursos de R$ 13,2 bilhões. O valor médio recebido por família equivale a R$ 606,91. Desde o mês passado, o programa social voltou a se chamar Bolsa Família. O valor mínimo de R$ 600 foi garantido após a aprovação da Emenda Constitucional da Transição, que permitiu a utilização de até R$ 145 bilhões fora do teto de gastos neste ano, dos quais R$ 70 bilhões estão destinados a custear o benefício. O ...
Lula anuncia novo salário mínimo de R$ 1.320

Lula anuncia novo salário mínimo de R$ 1.320

Economia
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou nessa quinta-feira (16) que o governo vai aumentar o salário mínimo para R$ 1.320 em maio. Na mesma ocasião, segundo Lula, deve ser divulgada a nova faixa de isenção do Imposto de Renda, que passará de R$ 1.903,98 para R$ 2.640. Atualmente, o salário mínimo está em R$ 1.302, conforme medida provisória editada em meados de dezembro pelo governo anterior. Esse valor considera a variação da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), acrescido de ganho real de aproximadamente 1,4%. Leia mais: http://agenciabrasil.ebc.com.br Imagem: Divulgação
Usuários podem usar o nome social para acessar os serviços do BACEN

Usuários podem usar o nome social para acessar os serviços do BACEN

Economia
O cidadão que precisar pedir informações ao Banco Central (BC) ou registrar reclamações sobre bancos pode usar o nome social. Desde a última segunda-feira (23), o órgão oferece a opção ao serviço Fale Conosco. A única exigência é que o nome social esteja incluído na base de dados da Receita Federal. A opção pelo nome social existe desde outubro para o serviço que fornece o histórico do cidadão com instituições financeiras. O canal de atendimento telefônico do BC também está adaptado, com o atendente perguntando ao cidadão se prefere ser tratado pelo nome social ou civil. Segundo o Departamento de Atendimento Institucional do BC, o uso do nome social é possível porque o órgão tem convênio com a Receita Federal para acessar a base de dados do Fisco e comprovar a identidade do usuá...
Adicional de R$ 150 do Bolsa Família começa ser pago em Março

Adicional de R$ 150 do Bolsa Família começa ser pago em Março

Economia
O pagamento do adicional de R$ 150 para famílias com crianças de até seis anos ainda não começou. Na semana passada, o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Wellington Dias, afirmou que o valor extra só começará a ser pago em março, após o governo fazer um pente-fino no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), para eliminar fraudes. No modelo tradicional do Bolsa Família, o pagamento ocorre nos últimos dez dias úteis de cada mês. O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas no aplicativo Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco. Leia mais: http://agenciabrasil.ebc.com.br Imagem: Reprodução/Jornal Contábil ...
Senado aprova PEC da Transição por 64 a 16 votos

Senado aprova PEC da Transição por 64 a 16 votos

Economia
O Senado Federal aprovou na noite desta quarta-feira (7), em primeiro turno, o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2022, popularmente conhecida como PEC da Transição. A proposta foi aprovada com ampla margem de vantagem, por 64 votos a 16. A votação foi transmitida em tempo real pela Agência Senado. O texto aprovado garante ampliar o teto de gastos em 145 bilhões em 2023, para abrir margem para incluir o Bolsa Família (atual Auxílio Brasil) em R$ 600, com adicional de R$ 150 por criança de zero a seis anos, além de recompor o orçamento do programa Farmácia Popular e garantir o salário-mínimo com aumento real em 2023. Tais medidas são compromissos de campanha do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O texto-base aprovado também prevê cerca de R$ 2...
“Bolsonaro usa decreto que fere a ZFM como vingança contra políticos do AM”, diz Serafim

“Bolsonaro usa decreto que fere a ZFM como vingança contra políticos do AM”, diz Serafim

Economia
Em vídeo compartilhado nas redes sociais, o deputado estadual e ex-prefeito de Manaus, Serafim Corrêa, voltou a defender a Zona Franca de Manaus e também tecer críticas ao governo do presidente Bolsonaro, ele diz que "anda sobre o decreto do Governo Federal que fere de morte a Zona Franca de Manaus, os simpatizantes do governo federal, não conseguindo rebater os fatos, acusam a classe política local de não ter buscado outras matrizes econômicas". Tributarista e profundo conhecedor do modelo ZFM, Serafim tem direcionado sua atuação para esse campo da economia. Em meio a um país dividido e enfraquecido economicamente, ele tem buscado orientar a população do estado para o risco que tem sido para o Amazonas as medidas do presidente Bolsonaro. "Vamos deixar de brincadeiras. Uma n...
Bolsa de valores opera em queda no   sétimo dia consecutivo

Bolsa de valores opera em queda no sétimo dia consecutivo

Economia
O Ibovespa, principal índice de ações da bolsa de valores de São Paulo, a B3, opera em queda nesta terça-feira (26), no sétimo pregão consecutivo de perdas. Às 13h42, horário de Brasília, o Ibovespa recuava 1,53%, a 108.996 pontos. Veja mais cotações. Na segunda-feira, a bolsa fechou em queda de 0,35%, a 110.685 pontos. Com o resultado, passou a acumular queda de 7,43% no mês. No ano, o ganho é de 5,97%. Leia mais: G1.globo.com
Discurso de Padilha sobre Lula agrada investidores da XP

Discurso de Padilha sobre Lula agrada investidores da XP

Economia
Por Igor Gadelha / Metrópoles Ex-ministro dos governos Lula e Dilma Rousseff, o deputado federal e médico Alexandre Padilha (PT-SP) participou nesta sexta-feira (22/4), em Washington, nos Estados Unidos, de um almoço com investidores e integrantes do mercado financeiro promovido pela XP Investimentos. Segundo alguns dos participantes, o discurso de Padilha agradou boa parte dos presentes, que passaram a citar o parlamentar como o “novo ministro da Fazenda médico de Lula”, assim como Antônio Palocci, perfil que agradou o mercado à época. O parlamentar negou a possibilidade.  Leia mais:  http://metrópoles.com Imagem: Divulgação
Amazonas tem a maior queda da produção industrial do país (-13%)

Amazonas tem a maior queda da produção industrial do país (-13%)

Economia
A produção industrial recuou em dez dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na passagem de dezembro de 2021 para janeiro deste ano.As maiores quedas foram observadas no Amazonas (-13%), Minas Gerais (-10,7%) e Pará (-9,8%). Os estados do Paraná (-5,1%), Pernambuco (-5%) e Ceará (-3,8%) também registraram quedas mais intensas do que a média nacional (-2,4%). A lista de locais com recuo na produção inclui ainda a região Nordeste (-1,6%) e os estados de Goiás (-1,7%), Rio de Janeiro (-1,4%) e São Paulo (-1%). Em alta Por outro lado, cinco estados tiveram alta: Mato Grosso (4%), Espírito Santo (2,6%), Bahia (1,2%), Santa Catarina (0,9%) e Rio Grande do Sul (0,8%). Na comparação com janeiro do ano passado, 11 dos 15 locais pesqui...