Conversa com Thomaz

domingo, 5 de maio de 2024

Unidade, o desafio da oposição no Careiro nas eleições de 2024

Por Miguel Pacheco*

As eleições de 2024 dominam as rodas de conversas e os bastidores da sociedade no Careiro. Em geral, quem detém o poder dita as regras do jogo e dá as cartas. Mas este ano, com o  forte e crescente desgaste  do prefeito Natham Macena, em seu segundo mandato e sem  uma  candidatura de peso de seu grupo, a oposição  ganha espaços  e um caminho fértil para uma virada de jogo  na história politica do municipio.

As cartas estão na mesa. O jogo está posto. E sabemos.  Mesmo mal, um prefeito, no pior dos cenários, inicia uma campanha com 20%. Mas, neste caso, sem reeleição, a transferência  de votos é bem menor. Mas há um problema, nunca se teve tantos pretensos pré-candidatos a prefeito. E como não se tem segundo turno  o  “jogo” é decidido no primeiro tempo.

Setores mais engajados e ativistas de centro e esquerda analisam que a empolgacão com a eleição do Lula presidente que mobilizou e levou milhares de pessoas às ruas do  Careiro, pode se repetir nesse pleito. Os eleitores estão mais exigentes e dão pistas que vão votar em projetos, em planos de governo e não em nomes.

Ao  ao eleitor   cabe julgar nas urnas se  a atual gestão,  reduziu o desemprego, melhorou  ou não a economia , a segurança, a  educação e saúde. Na área rural, distritos e ramais, moradores e produtores vão julgar nas urnas se estão felizes,se  querem ou não, um novo governo.

Aos pretensos pré candidatos da oposição,  fica o dever de produzir um plano de governo ousado, um projeto capaz  de seduzir homens e mulheres, falar ao coração dos mais jovens . E, como desafio maior, buscar a unidade da oposição, como única alternativa de vencer as eleições .

*Miguel Pacheco
É jornalista e Presidente do PCdoB/Careiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *