Conversa com Thomaz

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Coronel Menezes manda David Almeida crescer e assumir suas responsabilidades

Menezes complementou: “Traidor de Manaus é quem senta ao lado de Omar Aziz e Marcelo Ramos”

Ao saber das críticas feitas pelo prefeito David Almeida (Avante), na manhã desta quinta-feira, 31/03, que compara o pré-candidato ao Senado Federal pelo Amazonas, coronel Alfredo Menezes (PL), a Silverio dos Reis, delator da Inconfidência Mineira, Menezes rebate ao afirmar que David é o próprio Silverio e afirmou, ainda, que o prefeito de Manaus não pode servir a Deus e a Mamon, personificação das riquezas e possessões, ao mesmo tempo, que ele precisa crescer e assumir a estatura de prefeito.

As declarações foram feitas, na manhã desta quinta-feira, em entrevista ao programa Meio Dia com o Jefferson Coronel, transmitido pela rádio Onda Digital.

David quer ganhar um pouquinho daqui e um pouquinho dali. Menezes se mete em confusão porque fala a verdade. Sou uma ameaça política para várias lideranças. O prefeito sabe muito bem porque foi excluído da mesa, mas posso falar para a população que ele prometeu apoio ao presidente Bolsonaro, mas chamou para a sala de ‘negociação’ o senador Omar Aziz e o deputado Marcelo Ramos, inimigos do presidente. E nós trocamos mensagens sobre isso. Ele não pode servir a Deus e Mamon ao mesmo tempo”, comparou Menezes ao salientar que embora tenha tido atrito político com David, o governo federal nunca deixou de mandar recursos para Manaus e demais cidades do interior do Amazonas.

Menezes informou, ainda, que se não saíram recursos para as áreas citadas por David porque ele (o prefeito) tem que fazer o dever de casa, porque além de enviar projetos para os ministérios é preciso preencher os critérios estabelecidos para a liberação dos recursos federais. “Você acha que o presidente Bolsonaro é bobo? Não precisa de mim para tomar suas decisões. Bolsonaro é grande e mantem compromisso com todos os municípios do Brasil. Ele mandou, manda e continuará mandando recursos para Manaus”, completou.

Sobre os áudios vazados, coronel afirmou que dará uma coletiva nesta sexta-feira, 01/04, às 10h30, no Da Vinci Hotel, zona centro-sul, para prestar tais esclarecimentos.

Enviado pela Assessoria

Imagem: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *