Conversa com Thomaz

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Boulos não é mais candidato ao governo de SP

Em nota divulgada nesta quinta-feira, 22, a direção do Psol-SP anuncia que Guilherme  Boulos não é mais candidato ao governo de São Paulo, porém é pré-canditato à Câmara Federal.  Eis a nota:

Guilherme Boulos não é mais pré-candidato ao governo de São Paulo. Com a caravana Virada Paulista, discutimos uma alternativa programática com milhares de pessoas por todo o estado com destaque para o combate às desigualdades e a todas formas de opressão como o machismo, racismo e LGBTfobia; as estratégias para o desenvolvimento com geração de emprego e renda; transformar SP em uma referência em proteção ambiental e moradia popular; valorizar os servidores públicos e investir na educação e na saúde públicas; além de mudança da política de segurança pública marcada pelo racismo e criminalização da pobreza.

Seguimos com a missão de defender estas e outras bandeiras junto ao povo trabalhador de São Paulo.

Guilherme Boulos agora vai assumir um novo desafio: o de ser pré-candidato a deputado federal pelo PSOL em São Paulo. Esta decisão coloca o partido em outra condição para ultrapassar a cláusula de barreira e projetar lideranças de esquerda e movimentos sociais no Congresso Nacional, uma tarefa importante dos nossos tempos.

O PSOL abrirá o debate interno para decidir sua posição em relação ao governo de SP.
Nos guiamos pela luta para derrotar Bolsonaro, o bolsonarismo e o tucanato que domina São Paulo há décadas. A partir disso, nos propormos a colaborar com uma alternativa de esquerda para São Paulo.

Por isso, defendemos a unidade da esquerda. Caberá ao Diretório Estadual conduzir o diálogo com os partidos de esquerda antes de decidir nossa tática sobre a disputa em SP, levando em conta que a unidade da Esquerda só pode se viabilizar se vier acompanhada de uma base programática sólida, que permita projetar um governo de esquerda sem alianças com partidos de direita e do centrão para reconstruir SP pelas mãos dos movimentos sociais e para cumprir com as necessidades mais emergentes do povo trabalhador. A unidade também não poderá ser uma via de mão única.

A evolução do diálogo com os partidos e junto à nossa militância dará base à nossa decisão futura.

Executiva Estadual do Psol SP
21/03/2022

Imagem: Guilherme Santos / Sul 21

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *