Conversa com Thomaz

sábado, 13 de abril de 2024

Rodrigo Guedes reforça pedido para que David Almeida cancele definitivamente o réveillon

Enquanto aguarda a decisão da Justiça do Amazonas, após ajuizar uma ação popular contra a realização das festas de réveillon e carnaval em Manaus, o vereador Rodrigo Guedes (PSC) reforçou o pedido ao prefeito David Almeida (Avante).

O vereador relembrou que pelo menos 14 capitais brasileiras já cancelaram a tradicional festa de réveillon, incluindo a grande São Paulo, sob o risco de uma nova onda de contaminação pela variante Ômicron, já confirmada no País.

Guedes relembrou que conforme já dito pelo prefeito, por meio de nota oficial, os gastos com as festas de fim de ano em Manaus devem estar avaliados em R$ 10 milhões, em que está incluso o cachê de R$ 600 mil ao cantor Luan Santana, além de outros cantores nacionais.

Não podemos pagar com a vida da população, ignorar essa nova variante, pensar que não está acontecendo nada, nós já vivemos o caos em janeiro por conta da Covid-19. Eu clamo ao prefeito David Almeida para que repense essa decisão! Inclusive os novos protocolos do Governo do Estado devem ser repensados também em relação a grandes eventos que estão sendo realizados no Amazonas“, ressaltou.

Sob o número 07633681920218040001, a ação popular com pedido de liminar do vereador foi recebida pela juíza Etelvina Lobo Braga, da 3ª Vara da Fazenda Pública. Além da ação, Guedes solicitou da Prefeitura Municipal de Manaus, via requerimento aprovado no Plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM), informações detalhadas sobre como o dinheiro público será gasto.

Propus o cancelamento do Réveillon basicamente por dois motivos, primeiro para que a vida da população de Manaus não seja colocada em risco. A prudência é o melhor caminho, temos uma nova variante já em circulação no Brasil e no mundo inteiro. Já temos mais de 10 capitais brasileiras que cancelaram a festa de réveillon, isso é sinal de prevenção. Outro motivo é o gasto de 10 milhões de reais, entre natal e Reveillon, desproporcional diante de tantos problemas que a cidade vive“, afirmou.

Texto: Déborah Arruda – Assessoria de Comunicação do vereador
Foto: Michell Mello

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *