Conversa com Thomaz

quinta-feira, 18 de abril de 2024

Acuado, Bolsonaro recua e diz que não atacou a segurança das urnas eletrônicas.

Bolsonaro disse ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que não faz ataques à segurança das urnas eletrônicas. Ao invés disso, agora o presidente diz apenas que defende que o sistema seja aprimorado.

A resposta, dentro do prazo de 15 dias dado pelo corregedor-eleitoral da Justiça Eleitoral, foi direcionada ao ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Felipe Salomão, que havia solicitado de Bolsonaro provas da suposta fraude nas urnas eletrônicas.

No entanto, e repetindo discursos recentes, o presidente não apresentou nenhuma prova que comprovasse problemas no sistema eleitoral.

“Na realidade, é em nome da maior fiabilidade do sufrágio que há muito se tem defendido a necessidade de robustecer ainda mais o sistema eletrônico de votação com alguma medida física de auditagem imediata do eleitor, tão logo esse deposite o seu voto na urna e, se for o caso, mais tarde pela própria Justiça Eleitoral”, escreveu o presidente.

Leia mais: http://realtime1.com.br

Imagem: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *