Conversa com Thomaz

sexta-feira, 19 de julho de 2024

Candidata do Psol Manaus venceu, mas não levou!

A candidata a vereadora Michelle Barbosa Andrews, do Psol, embora tenha ficado em 5º lugar no pleito de 2020, somando 7.662 (TSE) votos válidos, não irá assumir uma cadeira na Câmara Municipal de Manaus por seu partido não ter atingido o coeficiente eleitoral.

Para eleger um vereador o partido precisa atingir o coeficiente eleitoral, que nada mais é do que a soma de todos os votos válidos da eleição, divididos pela quantidade de vereadores em determinada cidade. Por sua vez o candidato eleito tem que somar dez por cento do resultado dessa regra.

No caso de Manaus a conta é simples, basta pegar a quantidade de votos do pleito de ontem (15/11) que é 979.014, dividir pela quantidade de vereadores da cidade, exatamente 41. Então, tomaremos 979.014 ÷ 41 = 23.878, esse é o coeficiente eleitoral.

Portanto, o partido que obtiver 23.878 votos elegerá o vereador mais votado da sigla, mas desde que este tenha atingido dez por cento desse coeficiente.

A candidata Michelle Andrews, mesmo com uma votação superior o que a regra determina, não vai assumir uma vaga porque seu partido não atingiu o coeficiente eleitoral de 23.878 dos votos válidos em Manaus.

Imagem: Estadão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *