Conversa com Thomaz

sábado, 24 de fevereiro de 2024

O gigante bairro da Compensa em busca da renovação

A eleição municipal a cada se torna ainda mais comunitária sobretudo em uma cidade como Manaus, devido a dificuldade de representatividade em toda a sua extensão. Nessa época os discursos, por mais que tentem ser abrangentes ao contexto da metrópole, eles trazem consigo uma dose muita alta de apelo de sedução ao distrito em que mora o candidato.

Em zonas populosas da cidade como a Norte, Leste e Oeste a disputa pelo voto do vizinho é cada vez mais intensa. O gigante bairro da Compensa é um exemplo disso. Com dezenas de candidatos que disputam uma vaga na Câmara Municipal, a comunidade é um exemplo dessa tendência eleitoral. Nesse final de semana conversamos com alguns deles:

O candidato Carlos Alberto, o Patinho da Compensa, oriundo dos movimentos estudantis, comunitários e da igreja católica é um dos que apostam na disputa distrital. Sem abrir mão da universalidade do voto ele tenta convencer seu eleitor para a necessidade de eleger representantes com mais identidade comunitária. Ele promove ações como abaixo-assinados, por exemplo, para conseguir melhorias locais e gerais. É um dos responsáveis pelo projeto Águas nas Torneiras.

(Carlos Alberto, o Patinho da Compensa)

Odirlei Araújo é economista, com especialização em administração pública, policial civil. Sua militância teve inicio no próprio bairro “onde sempre morei”, depois no centro acadêmico da UFAM, e se estendeu pelo sindicato da categoria. Ele concentra sua atuação em várias frentes, como vereador afirma que uma delas será “a fiscalização dos atos do executivo”, também a quebra de privilégios, a transparência da gestão municipal, sem esquecer o lado social e qualidade de vida das pessoas.

(Odirlei Araújo, economista)

Outro candidato puro sangue do bairro da Compensa é Marcelo Silva, acadêmico de Enfermagem, morador do bairro da compensa a 45 anos, amazonense de Nova Olinda de Norte, coordenador de paróquia. “Decidi ser candidato porque vejo o sofrimento das pessoas que são enganadas por políticos aventureiros. Minha bandeira é Academia Comunitária, que visa melhorar a vida das pessoas que sofrem com diabetes e hipertensão”

(Marcelo Silva, enfermeiro)

O #conversacomthomaz continua sua via crucis pelas ruas da cidade, zonas bairros, comunidades, conversando com as pessoas e os candidatos, colaborando com o dever de informar para tentar melhorar a vida do cidadão em Manaus.

Imagens: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *