Conversa com Thomaz

sexta-feira, 5 de agosto de 2022

Quando um gesto vale mais que mil palavras

Thomaz Antonio Barbosa

Quem esteve nesse sábado, 03, na Praça da Saudade, em Manaus, viveu um dos momentos mais significativos do período pandêmico e da cena política brasileira.

De repente as velas acesas começaram a iluminar o chão da praça. Abrandaram-se os sons dos microfones, da buzina dos carros, dos bares, das pessoas entusiasmadas.

Quem não tinha lagrimas nos olhos, sentia entalar a garganta, quem não tinha uma faixa ou um cartaz nas mãos, trazia consigo a angústia no peito. A sensação era de silêncio, mas era dor que imperava.

Em plena tarde de protestos contra o governo Bolsonaro a Praça chorou de dor e disse o nome dos seus mortos. O movimento #3jforabolsonaro, em Manaus, prestou uma das mais belas homenagem às vítimas da Covid-19.

Minutos depois quando as lágrimas da multidão já eram contidas e as recolhiam-se as bandeiras, encontrei Mary Andrade, advogada, com os olhos marejados e a ternura juvenil de quem dedicou a vida a lutar:

– Eu me emocionei, disse ela.

Sua voz era como se reproduzisse o eco de todas as vozes da praça!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.