Conversa com Thomaz

terça-feira, 16 de julho de 2024

Governo Lula, a mudança ainda não chegou ao Amazonas

Por Thomaz Antonio Barbosa

Depois de uma derrota acachapante da esquerda no Amazonas nas eleições de 2022, o Partido dos Trabalhadores, a principal sigla desse campo, parece que perdeu prestígio nacional.

Estamos no segundo mês de mandato do presidente Lula e os cargos da esfera federal estão todos nas mãos de Bolsonaro. Assim é o INCRA,  as Superintendência da Pesca, do Patrimônio da União, a Regional do Trabalho e a SUFRAMA,  entre outros.

Ninguém foi nomeado pelo viés petista ou de outro partido de oposição ao Bolsonaro, de concreto é que tudo ainda está nas mãos do inimigo. Passam os dias, passam as horas e o Amazonas não sai do limbo, não serve para eleger, também não serve para governar.

Revanchismo? Não sei. Quem poderia nos dizer tenho certeza que também não sabe. Nessas horas nem o Chapolin Colorado poderá nos defender.

O Sinésio se elegeu com seu capital eleitoral proprio e comeu abiu; o Zé Ricardo tomou um pau das urnas e encolheu o pescoço feito a tartaruga; a Anne Moura desfila pelos corredores do poder, mas não resolve nada.

Meus heróis não morreram de overfose, mas no Amazonas os bolsomínions ainda estão no poder, sonhando com o retorno triunfal do líder da boiada.

Volto a dizer que se a oposição não se qualificar em nosso estado vai continuar no ostracismo da vida pública brasileira e fora da administração em todas as esferas.

A esquerda amazonense não viu o tempo passar, perdeu o bonde da história, perdeu mandatos e até agora está sem cargos!

Imagem: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *