Conversa com Thomaz

sábado, 13 de abril de 2024

Cresce o ódio e a intolerância política no Brasil de Bolsonaro

Por Thomaz Antonio Barbosa

O Brasil vive os seus piores dias, o ódio e a intolerância política chegaram ao limite extremo, saiu das redes sociais, das rodas de conversas e chegou às vias de fato.

O que aconteceu em Foz do Iguaçu tem nome, o bolsonarismo truculento e irracional que se espalhou pelo país.

É intolerável que um indivíduo, pai de família, seja assassinado na comemoração do seu aniversário pelo simples fato de fazer uma alusão ao partido político e ao candidato que apoia, no tema.

Essa doença está destruindo o país, o mais grave é que isso não vem somente dos partidos conservadores, também vem de dentro das igrejas, embalado por um coro de fanáticos sedentos por vingança.

O Brasil precisa botar um freio nesse sentimento que tem dividido a pátria, famílias e que agora mata pessoas com disparos de armas de fogo, a “arminha” da forma que o presidente ensinou em sua campanha eleitoral.

Aos gritos de “Bolsonaro, Bolsonaro!” Jorge José da Rocha Garanho assassinou Marcelo Arruda em plena festa do seu aniversário. Familiares e amigos não foram respeitados, a democracia não foi respeitada, a liberdade de expressão, muito menos a dignidade humana e o direito à vida.

As balas que atingiram a vítima dilaceraram um país inteiro. É hora de dizer não, libertar o Brasil do pior mal de sua história, desses sentimentos nefastos, de todas as intolerâncias que proliferam em meio aos seguidores de Bolsonaro.

Imagem: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *