Conversa com Thomaz

quinta-feira, 18 de julho de 2024

Otávio Fakhoury admite ter financiado instituto que negociou vacina

Ele é assumidamente contra o imunizante

Em depoimento à CPI da Covid nesta quinta-feira (30), o empresário bolsonarista Otávio Fakhoury, negacionista sobre vacinas, admitiu que financiou o Instituto Força Brasil (IFB), órgão do qual é vice-presidente.

O instituto, apesar de não ter nenhuma relação com a área da saúde, tentou vender vacinas ao governo brasileiro por meio da Davati Medical Supply. A empresa visava atuar como intermediária e se dizia representante da vacina AstraZeneca, ofertando 400 milhões de doses do imunizante em meio à escassez mundial e com sobrepreço.

A farmacêutica, porém, negou manter qualquer vínculo ou parceria com a Davati. A CPI investiga se houve a tentativa de dar um golpe no Ministério da Saúde com a venda de vacinas que não existiam.

O Força Brasil é uma instituição conservadora criada em 2014 e que se define como “pró-vida”, “pró-família”, “pró-armas” e “pró-liberdade”.

Aos senadores, Fakhoury afirmou que Helcio Bruno, presidente do Instituto Força Brasil, é um amigo particular e lhe pediu ajuda para formalizar o órgão. “O custeio desse instituto foi uma colaboração minha”, disse.

Leia mais: http://g1.globo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *