Conversa com Thomaz

sábado, 24 de fevereiro de 2024

A União Ibérica deu origem ao Amazonas

Por Thomaz Antonio Barbosa

Em princípio,  pelo Tratado de Tordesilhas, a parte que é hoje a região norte do Brasil pertencia à Espanha.  Porém, no ano de 1578, Dom Sebastião, rei de Portugal, desaparece na batalha de Alcácer-Quibir, no Marrocos, é dado como morto no dia 04 de agosto, e por ser jovem demais não deixa herdeiros.

Então, Felipe II, rei da Espanha, unifica os dois reinos sob a coroa espanhola. Esse arranjo que compreende o período de 1580 a 1640 se chamou de União Ibérica. A ocupação do norte pelos portugueses se deu nesse lapso de 60 anos.

O primeiro acontecimento foi a invasão do que é hoje o estado do Maranhão pelos franceses, em 1611, onde o rei de Espanha convoca os confederados portugueses para combater o inimigo.  A expulsão dos invasores se deu por volta de 1615. Por direito outorgado peĺa União Ibérica, as tropas de Portugal partiram para a ocupação do resto do território.

Em 1616 fundaram a cidade de Santa Maria de Belém, se aproximando de uma penetração mais contundente dos sertões do norte, onde está o Amazonas. Em 1621 surge o estado do Maranhão, capital São Luis, que compreendia o que hoje é quase toda a região norte. O plano, portanto, era subir o Rio Amazonas e conquistar definitivamente o território.

A penetração  nos sertões do norte aconteceu em 1637, na expedição militar de Pedro Teixeira. Ele sobe o Rio Amazonas desde Gurupá até Quitos, no Peru. Três anos após é desfeita a União Ibérica,  mas os portugueses já tinha se apoderado do território amazônico.

Um pouco mais

Bem, em 1751, o Maranhão passa a se chamar Grão-Pará e Maranhão,  capital Belém, que em virtude da dificuldade de administrar uma área tão extensa, o estado começa a de dividir em Capitanias. No mesmo ano de 1751 Espanha e Portugal assinam o Tratado de Madrid, repactuando as terras do norte do Novo Mundo,  dessa forma a região em questão passa a pertencer a Portugal.

No ano de 1758 é criada a Capitania de São José do Rio Negro,  com sede na aldeia de Mariuá, que passa a se chamar Barcelos em homenagem à uma cidade portuguesa às margens do rio Cávado. Depois de idas e vindas Manaus se torna a capital.

A revolução Cabanagem, entre 1835 e 1840,  foi o motor da criação da Província do Amazonas que se deu por meio da Lei n. 582, de 5 de setembro de 1850.  O resto, meu caro leitor, a história vai lhe contar. Aproveito para parabenizar o povo do Amazonas e dizer que a luta continua,  independência se faz a cada dia.

Parabéns Amazonas,  minha terra!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *