Conversa com Thomaz

quinta-feira, 11 de julho de 2024

Secretário de Cultura Marcos Muniz faz balanço do período da pandemia e anuncia os trabalhos/2021

O secretário de cultura do Estado do Amazonas, Marcos Apolo Muniz, apresentou, com exclusividade ao nosso site, um balanço das atividades de sua pasta nesse período de pandemia. Dentre os assuntos abordados ele tratou da questão dos artistas e dos fazedores de cultura, da atuação de sua Secretaria, bem como, fez referências ao planejamento para o ano de 2021, que será anunciado em breve pelo governador Wilson Lima.

Marcos Muniz disse que “desde quando começou a pandemia, o governo do Amazonas tem se sensibilizado nesse sentido, até porque a procura dos artistas e dos fazedores de cultura do estado aumentou muito. A partir desse momento, a gente começou a identificar iniciativas que pudessem mitigar, amenizar os impactos da pandemia no setor cultural. Uma das primeiras, ainda no ano passado, foi o lançamento de um edital de conteúdo digital, onde a gente premiou 290 artistas de forma remunerada. Em paralelo, trabalhamos na distribuição de cestas básicas, o que permaneceu durante todo o ano”, declarou.

Marcos Muniz durante a entrevista (Imagem: Mary Andrade)

O Secretário acrescentou ainda sobre a questão que “o Amazonas foi o primeiro estado a reabrir suas portas para os eventos, com o funcionamento do Teatro Amazonas e de outros espaços. Depois fomos ampliando a nossa capacidade de atendimento até chegar a 50% do que permite cada casa, trabalhando tanto a questão de ingressos como das lives. Tudo isso permitiu que muitos dessa cadeia produtiva, a da cultura, fossem conduzindo suas rotinas de trabalho de alguma forma”, disse.

Outra questão salientada por Marcos Muniz foi sobre a Lei Aldir Blanc (Lei 14.017 de 29.06.2020), segundo ele “a gente distribuiu aqui mais de 40 milhões de reais em prêmios. Porém, no finalzinho do ano passado fomos acometidos por essa subida no número de casos de Covid-19 que não nos permitiu programar algo no período, pois acatamos todos os protocolos de isolamento social. Porém, estamos trabalhando agora no plano de retomada da economia da cultura, um conjunto de ações que logo o governador vai estar divulgando, de forma a disponibilizar recursos por meio de editais”, acrescentou.

Perguntado sobre quando seria o lançamento desse pacote de benefícios, Marcos Muniz afirmou que “o lançamento será em breve, eu não tenho como antecipar isso agora, mas estamos mantendo o diálogo com os movimentos culturais, inclusive em audiências públicas, na Assembleia Legislativa, para que sejam criadas leis que permitam a Secretaria executar determinadas demandas”. Apesar dos problemas enfrentados pela a classe artística, para o titular da cultura de nosso estado o mais importante nesse momento é salvar vidas, se prevenindo contra a pandemia do covid-19. O trabalho da SEC-AM está restrito ao decreto de isolamento social.

Imagem da capa: conversacomthomaz.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *